A associação de fiéis como chave hermenêutica da sinodalidade

Autores

  • Denilson Geraldo

DOI:

https://doi.org/10.31240/2595-1165.vol1n2a2018pp57-75

Palavras-chave:

Associação, Povo de Deus, Sinodalida-de, Eclesiologia de Comunhão.

Resumo

No sistema canônico o direito de associar-se deriva do Batismo e, através dele, a pessoa é reconhecida juridicamente. A história do apostolado associado se encontra na base da própria Igreja, uma vez que o Concílio Vaticano II e o Código de Direito Canônico o reconheceram como um direito dos fiéis, destacando a sua necessidade enquanto canal de diálogo com a cultura contemporânea. O conceito de sinodalidade é apresentado na perspectiva associativa para demonstrar que as associações possuem, por sua própria natureza, uma estrutura sinodal e com a capacidade de responder adequadamente às exigências teológicas, eclesiológicas e culturais.

Downloads

Publicado

2019-02-27

Edição

Seção

Artigos